Quando se trata de poupar, um dos casos mais preocupantes é a prestação da casa, algo concedido com uma cautela insuficiente no passado e que nos dias de hoje cria enormes dívidas. Ainda assim, com as informações abaixo é possível poupar no crédito habitação, fazendo com que o seu caso possa ter uma boa solução, especialmente se seguir as dicas abaixo:

Dicas para poupar no crédito habitação

– Evite ter mensalidades em atraso; isso só lhe irá dificultar as hipóteses de conseguir prestações mais baixas no futuro. Não deve nunca ultrapassar 30 a 35 do seu orçamento mensal, sobretudo quando se trata de um crédito indexado a uma taxa variável.

– Se quer poupar no crédito habitação, renegocie as condições do crédito habitação a favor da diminuição das prestações da casa. Embora certas empresas se recusem a tal processo, uma esmagadora maioria já percebeu que é uma boa estratégia para não ter malparado excessivo em carteira. Dirija-se aos balcões do seu credor e exponha-lhe o seu caso.

– Mude de credor de forma a salvar o seu orçamento a bem. Se o financiador com o qual tem contrato não ceder e se recusar a proporcionar as condições que lhe permitam continuar a honrar o acordo, não hesite e procure outra entidade que esteja disposta a assumir o crédito e tornar-se, desta forma, o seu credor.

– Procure uma consolidação de créditos, ou seja, reunir todos os seus créditos num só. Estude o seu caso, proponha a situação ao seu banco ou a uma entidade credível que lhe dê essa oportunidade e, de novo, não se esqueça de pesar bem todos os prós e contras e, como é óbvio, determine quanto é que lhe irá custar s consolidação dos créditos.

– Caso tenha um dinheiro extra no seu orçamento, não pense logo em gastá-lo naquilo que não necessita. Contudo, antes disso, não se esqueça de verificar se é uma opção vantajosa para si, pois embora a maioria dos empréstimos para a compra de casa própria incluam a possibilidade de amortização, tal não se verifica em todos.

Posto isto, desde qu tenha tanto a cabeça como o dinheiro no lugar, tudo deverá correr por bons caminhos e conseguir uma boa estabilização financeira em 3 tempos, conseguindo assim poupar no crédito habitação.