Resultado dos endividamentos pessoais para com os credores, o crédito mal parado é assim o montante que deve de forma a liquidar financiamentos e obrigações em sua posse, tais como as prestações da casa, carro e cartões de crédito.

Tudo sobre Crédito Mal Parado

crédito mal parado

Isto muitas vezes sucede devido ao desemprego, algo demasiado comum hoje em dia e que não dá outra hipótese ás famílias a não ser pedir mais e mais empréstimos. Com os apertos financeiros, as dívidas acumulam e as próprias empresas chegam a acabar mal nos seus negócios. No final de contas, poucos escapam á crise financeira.

O aumento de impostos e redução de salários, assim como a redução do consumo e o corte de financiamento às empresas são um enorme obstáculo ao crédito em estado normal. Devido a isto, existe um grande incumprimento das obrigações por parte dos vários agentes económicos.

Outros factores para a causa de crédito mal parado seriam a doença, invalidez e divórcio, forçando os mais necessitados a recorrer a instituições de apoio ao consumidor.

O crédito malparado, ou crédito de cobrança duvidosa, representa mais de 3% do total de crédito concedido às famílias. Só em 2011, houve um grande aumento no consumo por parte das famílias por todo o país. Contudo, qualquer família e empresa tem o direito de renegociar os prazos de pagamento dos créditos com as respectivas instituições de crédito.

Até que o país volte a ficar de pé e bem firme nesse estado, o crédito mal parado deverá ser uma grande realidade para todos, e aí há que tomar medidas pessoais para contornar o problema, ainda que a maior parte da população não tenha nada a ver com a causa desta crise. Infelizmente, temos todos de acarretar com fardos demasiado pesados e sem culpa nenhuma mas, se queremos ter futuro, há que engolir sapos e seguir em frente o melhor que pudermos.